You are here: Home > Balaio de gato > Castração: quando pode ser uma boa idéia!

Castração: quando pode ser uma boa idéia!

Bom dia Amantes dos Pets!  nosso tema de hoje é a castração!

Eu conheço muita gente (incusive alguns professores de veterinária) que torce o nariz quando a gente fala em castração. “É mutilação!! É cruel” e por aí vai… Mas, em alguns casos a castração pode ser uma ótima idéia!

Começando pela cirurgia e si, ela é (como diz um veterinario amigo meu) “muito simples, muito rápida e muito..muito perigosa. Mulher nenhuma deveria aprender a castrar…”. Puladores de cerca à parte, a cirurgia é super tranquila mesmo, principalmente nos machos. Nas fêmeas é um pouco mais invasiva, levando mais ou menos uma semana pra ela se recuperar totalmente (o macho se recupera em um ou dois dias). O preço varia de veterinário pra veterinário, mas não é nada muuuuito absurdamente caro, sendo a cirurgia das fêmeas sepre um pouco mais cara que do macho.

A gente ouve falar por aí “ah eu castrei meu cachorro/gato e ele ficou mole, gordo, preguiçoso…”, isso depende mais do proprietário do que do animal! O apetite aumenta, é verdade, mas se o proprietário contnuar dando a mesma quantidade de comida anterior, entao não tem como o animal engordar… o mesmo vale pro animal mole e preguiçoso. O que deixa o animal bobo e molenga é o aumento de peso!! Controlando a alimentação não tem perigo de obesidade e preguiça!

Outro fator muito importante da castração é o controle populacional. Como saúde pública é o meu xodó, já vou dizendo aqui pra vocês que se todos os animais dos quais não se quer uma cria, fossem castrados, a leishmania (ou calazar) nunca teria atingido esse índice endêmico que a gente vê hoje, isso sem contar as outras zoonoses. Cachorro e gato de rua é reservatório pra tanta doença que vcs nem imaginam!! Por isso, castração já!! (sim, eu sou radical…)

A castração traz inúúúúúmeras vantagens, tanto pro proprietário quanto para o animal, aí vão algumas delas:

  • Evita ninhadas indesejadas: imagina você com 20 gatinhos/cachorrinhos e sem a mínima idíia do que fazer com eles! Se a mãe fosse castrada, eram 20 pequenos probleminhas a menos pra você!
  • Os animais castrados tem chance muuuuito menor de vir a desenvolver um tumor em órgãos reprodutivos, inclusive tumor de mama nas fêmeas.
  • O macho pára (a reforma ortográfica que me desculpe mas “pára” sem acento é um absurdo) de fazer xixi em todo canto da casa pra marcar território. Economize em desodorizador de ar!
  • O gato macho não tem mais tanto interesse em sair de casa, evitando assim que ele seja vítima de atropelamentos, se meta em brigas…
  • Animais castrados são mais comportados, porém sem deixar de manter a caracteristica de “cão de guarda”.
  • Fêmea castrada não menstrua! Sim! Chega de andar atrás da sua cadela com um paninho “naqueles dias”! Gotinhas de sangue no piso branco nunca mais!

Agroa, em alguns casos a castração não é recomendada. Se o seu animal é de pedigree, um reprodutor e você planeja continuar a linhagem, óbvio que ele não dev ser castrado. Ou mesmo que nao seja um animal de linhagem pura e maravilhosa, se vc quer filhotes, não castre seu bichinho! Mas lembrando sempre que, uma vez que seu animal tenha tido filhotinhos a posse responsável é problema seu! Pelo menos até que estes filhotes tenham sido doados/vendidos cabe ao proprietário da mãe/pai cuidar pra que esses pobres animaizinhos não sejam jogados nas ruas e virem um risco à nossa saúde!

Pra castrar o seu bichinho, procure um veterinário de confiança, a cirurgia pode ser feita a partir dos 2 meses de idade, sendo indicada a esterilização o mais rápido o possivel, já que nos filhotes tanto a cirurgia quanto a recuperação são mais tranquilas. E pense muuuito bem! Depois de feita a cirurgia não tem como voltar atrás!

Pra saber mais sobre castração, dê uma lida aqui no Saúde Animal, Web Animal, Dog Times e Quero Um Bicho ….e até semana que vem ^_^

Para o seu momento “ai, ti fofo!” do dia

Outros posts tudo a ver!

  • Criando Cães – Filhotes: 3. Vacinação Vermifugação e Cuidados Veterinários!
  • Eutanásia: a dor da despedida
  • Post revoltado de fim de semana – Animais não são filhos!
  • Cuidados com os pets o inverno (Parte I)
  • Intoxicação por produtos químicos em cães e gatos – O que fazer?




Tags: , , , , , , , , , , , , ,